Programa Nossa Casa abre inscrições para sorteio de moradias em Campinas e Região

A Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), abre nesta quarta-feira (11) inscrições para participação de sorteios do Programa Nossa Casa em diversas cidades do Estado. O prazo vai até segunda-feira (16).

As moradias serão sorteadas em Borebi em cidades das regiões de Campinas, Presidente Prudente e Rio Preto. Para concorrer a uma das unidades habitacionais, o candidato deve fazer sua inscrição pelo site www.cdhu.sp.gov.br ou pelo aplicativo Kaizala, disponível gratuitamente nas lojas App Store e Play Store.


Ao acessar o site dentro do período indicado, procure o empreendimento de acordo com a sua cidade, na área de inscrições. O candidato precisa prestar bem atenção, pois só poderá se inscrever no empreendimento do município em que mora ou trabalha. Mais informações também pelo Alô CDHU: 0800 000 2348.

Região de Campinas (176 moradias)
Período de inscrição:
– Itapira: entre 11/03 às 9h45 e 16/03 às 17h45
– Joanópolis: entre 11/03 às 9h30 e 16/03 às 17h30

Outras Cidades:

Região de Bauru (58 moradias)
– Borebi: inscrição entre 11/03 às 8h e 16/03 às 16h

Região de Itapeva (48 moradias)
– Barra do Chapéu: inscrição entre 11/03 às 9h45 e 16/03 às 17h45

Região de Presidente Prudente (282 moradias)
Período de inscrição:
– Presidente Prudente: entre 11/03 às 8h45 e 16/03 às 16h45
– Presidente Venceslau: entre 11/03 às 9h e 16/03 às 17h
– Alfredo Marcondes: entre 11/03 às 9h15 e 16/03 às 17h15

Região de Rio Preto (193 moradias)
Período de inscrição:
– Estrela d’Oeste: entre 11/03 às 8h15 e 16/03 às 16h15
– Icem: entre 11/03 às 8h30 e 16/03 às 16h30

Seleção

A seleção dos beneficiados será feita por sorteios públicos classificatórios. Só poderá se candidatar a um imóvel quem estiver morando ou trabalhando há pelo menos 5 anos na cidade que receberá o empreendimento e não pode ter sido beneficiado por nenhum programa habitacional. Outra exigência do programa é que o candidato esteja com o nome limpo, ou seja, sem nenhuma restrição de crédito para obter o financiamento ofertado pelas regras da Caixa Econômica Federal. Também não poderá possuir pendência com a Receita Federal.

Os imóveis vão atender famílias com renda entre 1,5 e 5 salários mínimos. A Secretaria de Habitação concederá subsídios de até R$ 40 mil, conforme a renda das famílias. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

Os empreendimentos serão viabilizados pela modalidade Nossa Casa-CDHU, que prevê na primeira etapa a construção de 11 mil moradias em 113 cidades em parceria com a Caixa Econômica Federal. Nesta modalidade, os terrenos são ofertados pelos municípios e a construção das moradias é realizada com recursos da Caixa e da Secretaria da Habitação, por intermédio da Agência Paulista. A CDHU já fez o credenciamento de empresas para a execução de 7.278 unidades da primeira etapa.

Fonte: Notícias Campinas