Prefeitura entrega Corredor Sudeste, com Estação Abolição e novos abrigos

Nesta quarta-feira, dia 10 de abril, foi inaugurado em Campinas o Corredor Sudeste de transporte público, com a entrega da Estação de Transferência Abolição. Além disso, novos abrigos foram implantados na Avenida da Saudade, em frente à Câmara Municipal.

 

A ação traz mais rapidez, qualidade e melhoria ao transporte público coletivo que atende a área, além de mais segurança e conforto aos usuários que circulam pela região, com ampla acessibilidade. Pelo local circulam linhas municipais e intermunicipais.


 

“Há muito tempo, a população reivindicava essa estação de transferência. É uma obra importante, para darmos mais conforto para os usuários do transporte coletivo, tornando a espera pelo ônibus mais segura e confortável”, destacou o prefeito Jonas Donizette durante a entrega da obra.

 

O evento também contou com a presença do vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira; do secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro; vereadores; representantes da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc); comerciantes do entorno e funcionários do Extra Abolição.

 

A Estação de Transferência Abolição possui nove abrigos metálicos novos, dez novos postes de iluminação em Led (Light Emitting Diode, diodo emissor de luz), duas novas plataformas acessíveis com rampas, lixeiras, gradis e corrimãos, piso podotátil e paisagismo.

 

Em frente à Câmara de Vereadores foram implantados dois novos abrigos, também com padrão visual igual aos da Avenida Glicério. A região do Corredor Sudeste recebeu nova sinalização horizontal (pintura de solo), nova sinalização vertical (placas) e novo projeto semafórico.

 

A praça em frente à Estação de Transferência Abolição também foi revitalizada e o canteiros implantados receberam novo paisagismo. Houve recapeamento do pavimento asfáltico e melhorias na drenagem de água pluvial com nova tubulação e bocas de lobo. A fiação que passa pelo local é toda subterrânea.

 

O custo total da obra foi da ordem de R$ 414 mil, com recursos oriundos do Ministério das Cidades e financiamento pela Caixa Econômica Federal.

 

“Esse é o resultado de um longo trabalho. Mais uma das grandes etapas que temos que vencer, para aprimorar, cada vez mais, o transporte público coletivo em nosso município”, enfatizou o secretário Barreiro.

 

Corredor Sudeste

 

A Avenida da Saudade e a Rua da Abolição compõem o Eixo Sudeste, que ganhou faixas exclusivas para a circulação de ônibus, implantadas no final de julho de 2016. A faixa direita das duas vias passou a ser exclusiva para a circulação dos ônibus, de segunda a sexta-feira; no período das 6h até as 8h e das 16h até as 19h.

 

O Corredor tem trecho de 1,2 mil metros na Avenida da Saudade, entre as vias Álvaro Ribeiro e Luiz Cappa, e na Abolição, o trecho é de 1,1 mil metros, a partir do cruzamento da Luiz Cappa até a Álvaro Ribeiro.

 

A frota do sistema de transporte público coletivo de Campinas totaliza mais de 200 linhas; e 1,1 mil ônibus, sendo 996 acessíveis (87%).

 

Dados gerais

 

Avenida da Saudade: duas faixas de rolamento; 19 linhas; 103 veículos na frota; circulação média de 61 ônibus por hora; quatro pontos de parada; média de 290 metros entre os pontos.

 

Rua da Abolição: duas faixas de rolamento; 20 linhas; 111 veículos na frota; circulação média de 59 ônibus por hora; quatro pontos de parada; média de 375 metros entre os pontos.

 

Novo semáforo

 

Em janeiro de 2019, a Emdec ativou um novo conjunto semafórico para travessia de pedestres na Rua da Abolição. O dispositivo foi instalado em frente ao Centro de Estudos Espíritas “Nosso Lar”. E proporciona uma condição mais segura para a travessia de pedestres.

 

O acionamento é feito por botoeira, mecanismo que interrompe o tráfego de veículos para a passagem segura de pedestres. Com a implantação do semáforo também ocorreu a revitalização da sinalização horizontal (pintura de solo); e instalação de placas de advertência (sinalização vertical), no local.