Obras do BRT do Corredor Campo Grande avançam na região da PUC II

A partir dessa quinta-feira, 22 de agosto, as obras de implantação do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Campo Grande na Avenida John Boyd Dunlop avançam para mais um trecho na região do campus II da PUC-Campinas, no Jardim Ipaussurama. Os trabalhos serão estendidos para cerca de 700 metros da via, desde a PUCC II até o Shopping Parque das Bandeiras. 

 

 

 

As obras consistem na execução do pavimento de concreto do Corredor BRT e na construção da Estação Roseiras/PUCC, próximo à universidade. A previsão inicial de duração dos trabalhos é de quatro meses. 


 

 

 

“Os Corredores BRT são uma realidade para a população do Campo Grande. Já são 69 mil passageiros beneficiados com a liberação de quase 5 km de corredores nas regiões do Ipaussurama e Jardim Florence. As linhas de ônibus que circulam na região tiveram o tempo de viagem reduzido, resultando em mais qualidade de vida para os usuários do transporte”, destaca o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

 

 

 

Para a execução da nova etapa, a pista sentido Centro da Avenida JBD será interditada ao tráfego de veículos no trecho em obras. O trânsito será desviado para a pista sentido bairro, que passa a ter duplo sentido de circulação ao longo do período de duração das obras. Já na altura da universidade, os motoristas deverão acessar a Rua Geraldo Sussolini (marginal da JBD), retornando à avenida antes de chegar à Rua Millôr Fernandes. 

 

 

 

 

O acesso local estará liberado para os motoristas que trafegam no sentido Centro e desejam acessar a universidade. A velocidade máxima permitida no trecho impactado passa de 60 km/h para 40 km/h. 

 

 

Transporte

 

Os pontos de ônibus existentes na região em obras serão remanejados para as marginais. Dezessete linhas do transporte público serão impactadas: 134, 210, 211, 212, 213, 214, 220, 221, 222, 223, 224, 228, 229, 230, 231, 239 e 289.

 

 

 

Agentes da Mobilidade Urbana circulam pelo trecho em obras, monitorando o trânsito e auxiliando na segurança e fluidez da circulação viária. Eles também orientam os usuários do transporte público coletivo sobre as alterações nos pontos de ônibus. A população pode esclarecer dúvidas pelo telefone 118, o “Fale Conosco Emdec”.

 

 

 

Etapas

 

A nova frente de obras está dentro do Lote 2, Trecho 2, da implantação do BRT, que vai da Vila Aurocan até o viaduto sobre a Rodovia dos Bandeirantes, com 5 km de extensão. As obras do Corredor BRT chegaram à região da PUCC II em janeiro de 2019, quando os trabalhos avançaram para trecho de 1,1 km da Avenida JBD, desde a Avenida Transamazônica até a PUCC II. 

 

 

 

 

O trecho em obras corta os bairros Parque da Fazenda, Jardim Ibirapuera, Jardim Londres, Jardim Paulicéia, Vila Castelo Branco e Jardim Garcia. Nestas regiões, estão em estágio avançado a implantação de novo pavimento para os veículos BRT e a construção das estações Jardim Londres e Jardim Garcia. Também está sendo construída uma obra de arte (passagem inferior) sob a Avenida John Boyd Dunlop, na altura da Rua Sebastião Lázaro da Silva, próximo à universidade. 

 

 

 

 

O BRT Campo Grande terá 17,9 km de extensão, saindo da região central, ao lado do Terminal Mercado, seguindo pelo leito desativado do antigo VLT, Avenida JBD, passando pelo Terminal Campo Grande e chegando ao Terminal Itajaí. Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – têm custo total de R$ 451,5 milhões. São 36,6 km de corredores, com previsão de conclusão total em meados de 2020.