Feira de quadrinhos e rodas de conversa na Biblioteca Pública

Feira-de-quadrinhos-e-rodas-de-conversa-na-Biblioteca-Pública.jpg

O Dia do Quadrinho Nacional, comemorado em 30 de janeiro, é tema de uma extensa programação na Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, em Campinas, até o dia 28 de fevereiro. O traço inteligente, divertido e sensível está em exposições, nas rodas de conversa e na revoada de quadrinhos, com HQs espalhados por vários espaços públicos, deixando a cidade mais divertida.

Nesta sexta edição, os trabalhos giram em torno do primeiro longa de animação brasileira, “Sinfonia Amazônica”, de Anélio Latini Filho (1926 -1986), que completa 65 anos de lançamento. O artista dedicou cerca de cinco anos para transformar em desenho animado, sete lendas do folclore, que são interligadas pelo personagem principal do filme, o Curumim, além de seu amigo Boto.


Neste sábado, 9 de fevereiro, o público poderá particiar das rodas de conversa. Dois temas irão alinhavar as reflexões: “65 anos de ‘Sinfonia Amazônica’ – Desafios do Cinema de Animação”, com participação de Camila Kater, Giovana Affonso, Che Marchetti, Maurício Squarisi, Igor Capelatto, Rafael Ghiraldelli e André Pádua; e mediação do jornalista Delfin; e “Representatividade nas HQs”, com Raquel Vitorelo e MinasNerds (Gabriela Franco e Juliana Oliveira).

Além de conferir a Feira de Quadrinhos, que irá reunir trabalhos de Mario Cau, Diego Freitas, Fabio Mikk, Paulo Kielwagen, Ana Li, Aline Zouvi, Raquel Vitorelo, Eder Mondanez, Marcel Bartholo, Caio Yo, Rafael Ghiraldelli, Leopoldo Anjo, Dadi, Eric Peleias, Gabriela Pendezza, Mariana Zanchetta, Marcos Venceslau, Chairim Arrais, Beatriz Linhares, Gustavo NS, Diego Augusto, Verônica Berta, Paulo Borges, Bruno Borovac, Lua Mondanez, o visitante poderá trocar ideias com os autores sobre o processo criativo.

Pioneirismo

O Dia do Quadrinho Nacional foi instituído em 1984 pela Associação dos Quadrinistas e Cartunistas do Estado de São Paulo em homenagem à publicação da primeira história de quadrinho brasileira, “As Aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte”, do cartunista Angelo Agostini (1843-1910), que aconteceu em 30 de janeiro de 1869.

Programação

I) Exposições

1) Cinema de Animação

Panorama dos filmes de animação brasileiros e destaque ao trabalho do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas.

2) A Arte na Animação

Homenagem dos artistas Bira Dantas, Fabiano Carriero, Alexandre Cartianu, Maria Rita de Almeida Correia, Raphael Ghiraldelli, Paulo Roberto de Lima, Fabio Mikk, Marcel Bartholo, Emerson Penerari, Gisela Pizzatto, Theo Ide, Gabriela Pendezza, Vicente Magalhães, Beatriz Linhares, Rafael Marçal, Daniel Steck, Laudo Ferreira, Synnöve Hilkner, Will, Dadí, LadyNatália , entre outros, ao cinema e ao desenho de animação brasileiro.

II – Feira de Quadrinhos

III – Roda de Conversa

65 anos de “Sinfonia Amazônica”: Desafios do cinema de animação. Com Camila Kater, Giovana Affonso, Che Marchetti, Maurício Squarisi, Igor Capelatto, Rafael Ghiraldelli e André Pádua; com mediação do jornalista Del Rey.

Quando: 9 de fevereiro, 15h30.

Representatividade nas HQs. Conversa com Raquel Vitorelo e MinasNerds (Gabriela Franco e Juliana Oliveira)

Quando: 9 de fevereiro, 17h30.

IV – Revoada de Quadrinhos

Quando: até 28 de fevereiro.

Onde: espaços públicos e em terminais rodoviários.

Serviço

6ª Edição do Dia do Quadrinho Nacional na Biblioteca Zink

Quando: até 28 de fevereiro.

Onde: Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink” (Avenida Benjamin Constant, 1.633. Centro. Campinas).

Entrada gratuita.