Emdec altera a circulação de veículos em trecho de obras do BRT

 

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) irá alterar a partir desta quarta-feira, dia 13 de março, a circulação de automóveis e motocicletas na Avenida John Boyd Dunlop nos horários de pico, no trecho entre a Rua Antonio Carvalho de Miranda e a Avenida Império do Sol Nascente. A ação visa ampliar a fluidez viária no local durante as obras do BRT no Corredor Campo Grande. Nas marginais, só terão acesso ônibus, caminhões e veículos que necessitarão acessar os estabelecimentos comerciais instalados nesse trecho.

 

 

 

A alteração de circulação ocorrerá das 6h às 7h30, no sentido bairro-Centro. Para esse sentido, a Emdec planejou duas rotas distintas: carros e motos que seguirão com destino ao Centro, terão que desviar pela Rua Antonio Carvalho de Miranda, acessando a Rua Dr. Roberto Miranda, Rua Nésia Augusta Floresta Brasileira, Rua Lucas Pereira de Castro, Avenida Carlos de Araújo Gobbi, Rua José Margarido da Costa, até acesso a marginal da Avenida John Boyd Dunlop.


 

 

 

Quem for seguir em direção ao Jardim Aurélia, Unimart Shopping, Enxuto e Retorno deverá acessar a Avenida Antonio Carvalho de Miranda, em seguida a Rua Dr. Roberto Moreira, Rua Nísia Augusta Floresta Brasileira, Rua Álvaro da Silva Barbosa, Av. Carlos de Araujo Gobbi, e acesso ao cruzamento da Avenida John Boyd Dunlop com a Avenida Império do Sol Nascente.

 

 

 

Já no sentido Centro-bairro, a alteração ocorrerá das 17h às 18h30 e os veículos que estiverem circulando pela Avenida John Boyd Dunlop terão que desviar pela Avenida Império do Sol Nascente até a Avenida José Pancetti para então acessar novamente a marginal da Avenida John Boyd Dunlop.

 

 

 

Para Carlos José Barreiro, secretário Municipal de Transportes e presidente da Emdec , “estamos permanentemente realizando ações a fim de minimizar os impactos que as obras provocam na fluidez do trânsito. Esta medida busca priorizar o uso do transporte público nos horários de pico, reforçando, com isso, a diretriz principal da nossa gestão.”

 

 

 

BRT

 

 

 

As obras de implantação do Corredor BRT Campo Grande na região do Jardim Aurélia começaram no dia 12 de fevereiro, desde a altura do viaduto da Anhanguera até o cruzamento com a Rua Lucas Pereira de Castro. A frente de obras está dentro do Lote 2, Trecho 2, da implantação do BRT, que vai da Vila Aurocan até o viaduto sobre a Rodovia dos Bandeirantes, com 5 km de extensão. A responsável pela execução das obras é a empresa Construcap – CCPS Engenharia e Comércio.

 

 

 

O BRT campineiro contempla estações de transferência e infraestrutura adequada; veículos articulados ou biarticulados; corredores exclusivos com espaços para ultrapassagens; embarque e desembarque pela esquerda (junto ao canteiro central das avenidas); embarque em nível; e pagamento desembarcado. O sistema será mais seguro, rápido, eficiente e confiável.

 

 

 

O BRT Campo Grande tem 17,9 km de extensão, saindo da região central, ao lado do Terminal Mercado, seguindo pelo leito desativado do antigo VLT, Avenida John Boyd Dunlop, passando pelo Terminal Campo Grande e chegando ao Terminal Itajaí. Serão construídas 12 obras de arte (pontes e viadutos).