Coordenadoria de Políticas do Idoso lança projeto Clube de Leitura 6.0

A Coordenadoria de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa lança o Projeto Clube de Leitura 6.0. A cerimônia será nesta quinta-feira, dia 12 de março, às 9h, na Academia Campinense de Letras, Rua Marechal Deodoro, 525, Centro. Voltado aos idosos, o Clube tem como objetivo central o bem-estar físico e emocional dessa população. 

A ideia, de acordo com os idealizadores, é propiciar um envelhecimento ativo e com qualidade de vida por meio de ações que possibilitem maior convivência social. Além disso, será um espaço de escuta empática, diálogo, entretenimento cultural saudável, resgate e preservação da memória, acesso às novas tecnologias, empoderamento, maior autonomia e desenvolvimento pessoal. 


O lançamento do Clube de Leitura contará com a participação do responsável pelo projeto no âmbito estadual, Galeno Amorim, de representantes das entidades parceiras do projeto em Campinas, do Conselho Municipal do Idoso, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH), da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), da comissão dos idosos da Câmara Municipal e demais convidados de entidades que compõem a rede de atenção à população idosa do município. 

Projeto

O projeto é uma iniciativa da Fundação Observatório do Livro e da Leitura e funciona com recursos do Fundo Estadual do Idoso. Tem como parceiros institucionais a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e o Conselho Estadual do Idoso. As ações de implementação e funcionamento dos clubes são executadas pelas prefeituras e conselhos municipais do idoso.

Em Campinas, a parceria ocorre por meio da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa (CPPI-SMASDH) e do Conselho Municipal do Idoso (CMI). 

“O município será um polo do projeto onde serão implementados cinco clubes, com dez membros cada. Recebemos 11 tablets e já temos equipes capacitadas para executar a proposta”, retratou o responsável pela Coordenadoria do Idoso, Anderson Gonçalves. 

Os clubes serão implementados na Biblioteca Municipal Cora Coralina; Casa de Cultura Itajaí; Centro Comunitário Santa Lúcia; Centro de Orientação Familiar (COF) e no Sesc. No total serão 50 membros, 10 em cada unidade.