Concerto da Sinfônica terá programa especial com pianistas da USP

A Prefeitura Municipal de Campinas, Secretaria Municipal de Cultura e Sanasa, em parceria com a Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), apresentam pelo terceiro ano consecutivo concerto da Orquestra Sinfônica de Campinas com obras completas para piano solista, nos dias 24 de agosto, sábado, às 20h; e 25 de agosto, domingo, às 11h, no Teatro Castro Mendes.

 

Sob a regência do maestro titular Victor Hugo Toro, o concerto terá a participação de destacados solistas brasileiros. São eles, os pianistas Pedro Brack, que estreou como solista à frente da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas  e, atualmente, faz parte do Grupo de Música Atual da USP; Pedro Esperandio, que  iniciou seus estudos de piano aos seis anos, também em Campinas, e vem conquistando lugar de destaque em meio à nova geração de pianistas brasileiros; e Lucas Gonçalves, que se destaca no cenário musical e,  atualmente, cursa o último ano de Música, também na USP.


 

O concerto será especial para piano com as obras do compositor alemão Robert Schumann, um dos maiores representantes do romantismo. A dicotomia entre a euforia inquietante e a melancolia produz um colorido único em suas melodias. Começou a compor aos sete anos, influenciado pelo tempo dedicado à leitura.

 

 O concerto começa com “Integral da obra para piano e orquestra de Robert Schumann”, em seguida vem “Introdução e Allegro Appassionato (Konzertstück), Op.92” e na, sequência, “Allegro de Concerto com Introdução, Op.134”.  Para finalizar, “Concerto para Piano em lá menor, Op.54”.

 

 

Sobre Victor Hugo Toro

Nascido em Santiago do Chile, realizou estudos de regência orquestral e graduou-se pela Faculdade de Artes da Universidade do Chile. Foi vencedor do II Concurso Internacional de Regência Orquestral -Prêmio OSESP – Organizado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e tem sido convidado a reger as mais importantes orquestras de seu país, tais como as Sinfônicas do Chile, Antofagasta, Concepción, La Serena, Orquestra Clássica da Universidade de Santiago, Orquestra de Câmara do Chile, Orquestra de Câmara de Valdivia e Orquestra Nacional Jovem. Além da OSESP, onde foi regente assistente e apresentou importantes peças do repertório universal, assim como primeiras audições de repertório brasileiro, também tem sido convidado a reger a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Sinfônicas da Bahia, do Paraná, Porto Alegre, Caxias do Sul, Camerata Antiqua de Curitiba, Sinfônica do Sodre (Uruguai), Filarmônica de Montevidéu, da Universidade Nacional de Cuyo (Argentina), de Rosário (Argentina) e Filarmônica da Universidade Nacional Autônoma do México (OFUNAM). 

Junto ao seu trabalho com orquestras jovens de seu país, Victor Hugo Toro é também compositor e suas obras têm sido interpretadas por diversos grupos sinfônicos e de câmara. Ele foi escolhido um dos 100 líderes jovens do Chile pelo jornal “El Mercurio” e recebeu uma homenagem da Câmara Municipal de São Paulo pelo seu trabalho em prol da música, da sociedade paulistana e do intercâmbio cultural entre Chile e Brasil. Foi regente principal da Orquestra Sinfônica do SODRE, em Uruguai e regente residente da Companhia Brasileira de Ópera, com quem realizou uma grande tournée de 89 espetáculos por 15 cidades brasileiras. Recentemente, foi laureado pela Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino com a Ordem do Mérito Cultural “Carlos Gomes” no grau de comendador, recebeu de parte da Câmara Municipal de Campinas a medalha “Carlos Gomes”, pelos relevantes serviços prestados à cidade. Atualmente é diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas.

 

Pedro Brack (piano)

Natural de São Paulo, Pedro Brack iniciou sua formação em piano em 2010 com a professora Leila Mutanen, na EMESP. Em 2015, começou o bacharelado em piano na USP. Também participou de aulas, oficinas e masterclasses de vários outros músicos, entre os quais Pierre-Laurent Aimard, Rico Gulda, Simon Lepper, Clélia Iruzun, Ira Levin, Débora Halász e Maciej Pikulski. Além disso, faz aulas de órgão na USP com José Luís de Aquino.

Em 2017, recebeu o 1º prêmio no 26º Concurso Souza Lima e estreou como solista à frente da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, sob a regência do maestro Victor Hugo Toro. Também já participou de vários festivais, entre os quais Mélange-Vienna, na Áustria, o Festival Internacional de Campos do Jordão, o Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba, o Encontro Internacional de Pianistas do Vale do Aço, além de todas as edições da Oficina de Piano USP. Pedro Brack  apresenta-se regularmente como solista e camerista e atualmente faz parte do Grupo de Música Atual da USP.

 

Pedro Sperandio (piano)

O paulistano Pedro Sperandio iniciou seus estudos de piano aos seis anos, em 1996, em Campinas. Estudou no Conservatório Carlos Gomes de Campinas. Vem conquistando seu lugar em meio à nova geração de pianistas brasileiros. Já se apresentou em países como Alemanha, França, Espanha, Estados Unidos, Canadá e Brasil.  A experiência adquirida em recitais, festivais, concursos e masterclasses, combinada ao fluxo de conhecimento acadêmico da USP foi de grande importância para o desenvolvimento e a consolidação de sua formação musical. Ganhou vários prêmios em Concursos Nacionais de Música, tais como “Artlivre”, “Villa-Lobos”, “Luiz Tomaszéck” e “FUNDARTE”. Atualmente, conjuga suas atividades acadêmicas e profissionais com base em duas instituições: o conservatório de Colônia – Alemanha; e a Université de Paris-Sorbonne.

 

 

Lucas Gonçalves (piano)

Iniciou seus estudos de piano aos sete anos, na cidade de Cubatão, formando-se na Escola Técnica de Música e Dança “Ivanildo Rebouças da Silva”, em 2010. Com 23 anos de idade, o pianista se destaca como uma figura ativa no cenário musical. Obteve o primeiro lugar nos principais concursos de piano do país: Maestro Rodrigo Tavares, Maestro Souza Lima, Art – Livre, Lorenzo Fernandez, Arnaldo Estrella e no Concurso Internacional de Interpretação Pianística Da Obra Do Compositor Osvaldo Lacerda. Foi também vencedor do Grande Concurso Jovens Solistas Eleazar de Carvalho em 2011 e do Concurso Jovens Solistas CMU/OCAM em 2012, tendo se apresentado com a Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo e com a Orquestra de Câmara da USP, com o Concerto de Schumann. Venceu os concursos: Souza Lima, ArtLivre, Lorenzo Fernândez, Arnaldo Estrella, Eleazar de Carvalho, Concurso Jovens Solistas CMU/OCAM, Concurso Internacional de Piano Concertos de Piracicaba e Osvaldo Lacerda. Realizou cursos de aperfeiçoamento com Amy Lin, em Strasbourg, Cristina Ortiz, Bordeaux e Ewa Kupiec. Atualmente, é pianista/monitor da Orquestra Experimental de Repertório do Theatro Municipal de São Paulo e professor de piano do Instituto Fukuda. Atualmente, cursa o último ano do departamento de música da USP, sob orientação dos pianistas Luciana Sayure e Eduardo Monteiro. 

Serviço

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas

 

Horário:   24/08, sábado, às 20h 

                25/08, domingo, às 11h.

Local: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos,s/nº, Vila Industrial. Campinas). Telefone (19) 3272-9359.

 

Sábado

R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos), R$ 10,00 (professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) e R$ 5,00 (estudantes da rede municipal e estadual de ensino)

 

Domingo

R$ 10,00 (inteira)

R$ 5,00 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos)

R$ 4,00 (professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) 

R$ 2,00 (estudantes da rede municipal e estadual de ensino) 

 

 

Observação:

Expressamente proibida a entrada após o início do concerto.

Não será permitida a entrada de menores de 6 anos no concerto.