Chega ao segundo dia a greve dos médicos do Ouro Verde

Nesta terça-feira(24), é o segundo dia da greve dos médicos do Hospital Ouro Verde, em Campinas (SP). De acordo com o Sindicato dos Médicos de Campinas e região (Sindimed), neste período cerca de 60 cirurgias eletivas foram suspensas. Os profissionais, que reivindicam salários atrasados e melhores condições de trabalho, estão atendendo apenas urgência e emergência.

De acordo com o Sindimed, em condições normais de trabalho, são realizadas cerca de 200 cirurgias por semana no hospital. Recentemente, segundo o sindicato, cerca de 60% delas vinham sendo canceladas por falta de materiais e medicamentos. ”São 70 pessoas na fila para cirurgia ortopédica”, afirma o sindicato.


A assessoria de imprensa da Vitale, organização social responsável pela gestão do hospital, informou que ao final da greve um balanço sobre os serviços afetados deverá ser divulgado.