Campinas está entre as 10 melhores propostas em Políticas para a Juventude

O Programa Municipal Juventude Conectada da Prefeitura de Campinas foi classificado pelo Prêmio Inovação em Políticas Públicas de Juventude entre as 10 melhores propostas da Região Sudeste do País. Além de receber essa certificação, a iniciativa do município ficará disponível no repositório virtual do Centro de Documentação em Políticas Públicas de Juventude (Cedoc) e será publicado em periódico criado pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ).

Iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), o prêmio reconhece experiências exitosas na implementação de inovações em políticas públicas voltadas aos jovens nos municípios brasileiros. A premiação tem, ainda, a proposta de incentivar e impulsionar os projetos que deram certo e estimular a sua replicação em outras regiões do Brasil.


De acordo com o documento enviado pela Secretaria Nacional de Juventude ao prefeito de Campinas, Jonas Donizette, o trabalho desenvolvido pelo Juventude Conectada “(…) se mostra espelho efetivo para diversos gestores do Brasil considerando o impacto positivo em uma geração de jovens com sonhos, metas e esperanças distintas”.

O prêmio contempla os vários eixos existentes no Estatuto da Juventude, possibilitando que ocorram, de maneira integral e intersetorial, as articulações e disseminações das políticas governamentais.

Para a secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, receber esse Certificado de Classificação do Governo Federal pelo Programa Juventude Conectada demonstra o quanto o trabalho que vem sendo realizado no município está alinhado ao que preconiza o Estatuto da Juventude.

“Entendemos que a política da juventude é uma agenda urgente para o desenvolvimento social e econômico, e por isso temos buscado adotar práticas que auxiliem na qualificação e inserção do jovem no mercado de trabalho. O Juventude Conectada conjuga todos os fatores necessários para isso: a qualificação profissional, a ampliação da visão de mundo, a distribuição de renda e a valorização do jovem na sociedade, e por isso é tão importante este reconhecimento por meio da certificação dessa política também como uma prática potencial de escala,” comentou.

O Juventude Conectada foi inscrito na categoria “Inovações na implementação de políticas públicas para juventude que envolvam tecnologias sociais”. Além dessa, o prêmio incluiu outras seis categorias de inovações: em empreendedorismo juvenil; relacionadas à Indústria 4.0; combate ao suicídio e automutilação de jovens; controle social de políticas públicas de juventude; voltadas para as comunidades tradicionais; e relacionadas à educação, esporte e saúde.