Antiga base da GM vira espaço para ensino gratuito de música

O Instituto Anelo inaugurou no último sábado, dia 12, a primeira fase da reforma de sua nova sede, na antiga base da Guarda Municipal (GM), no Jardim Florence 1. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, participou do evento da entidade, uma associação sem fins lucrativos que oferece aulas gratuitas de música na região do Distrito do Campo Grande.

 

O prefeito Jonas Donizette agradeceu o trabalho feito pelo Instituto Anelo, o empenho do Secretário Municipal de Cooperação nos Assuntos da Segurança Público, Luiz Baggio e da Câmara Municipal para que a área pudesse ser cedida ao Anelo e ressaltou a importância da música para o desenvolvimento das crianças. “O trabalho do Anelo é reconhecido por toda a região, os pais gostam muito, as crianças também. Esse espaço era a antiga sede da Guarda Municipal que precisava ser aproveitada para uma iniciativa boa e essa foi a melhor destinação possível. Lembrando aos moradores que será construída uma nova sede da Guarda Municipal na região como contrapartida do empreendimento Bela Aliança. Então, a região não perde na área da segurança e ganha também na área da cultura. É uma corrente do bem”. 


 

Jonas Donizette também destacou sua alegria em participar do evento no Distrito do Campo Grande. “Essa região tem um valor muito especial em minha vida pública. Desde que iniciei meus primeiros passos sempre encontrei aqui muito apoio”. 

 

O fundador e coordenador do Instituto Anelo, Luccas Soares, contou que a inauguração da sede é um sonho antigo e esperado há muito tempo. Segundo ele, a entidade atende hoje a 477 alunos e todos os dias recebe entre 20 e 30 pedidos de vagas para ingressar na Anelo. “Temos um desafio muito grande em conseguir assistir a todas essas pessoas que querem uma oportunidade de acessar um direito básico que é a cultura, arte e educação. Tudo o que fazemos aqui é básico para nossa alma e para o desenvolvimento integral não só de nossas crianças e adolescentes mas de toda a comunidade”. 

 

Em sua fala, Soares contou que o primeiro pedido para a cessão de um espaço para o Anelo foi oficializado na Prefeitura em 2008, mas foi somente na atual gestão que o pedido foi analisado e atendido. “Houve sensibilidade para ver a importância da arte e da cultura num bairro como o Florence e a região do Campo Grande, porque onde não tem cultura, arte e educação a violência vira espetáculo. Ter a possibilidade de ter como cartão de visitas a arte e a música tem sido muito importante”.

 

Soares também agradeceu a primeira-dama, Sandra Ciocci, que esteve presente no evento. A primeira-dama é professora doutora em música, e grande apoiadora do Instituto Anelo. 

 

Durante o dia houve extensa programação cultural das 8h às 16h, com aula inaugural e apresentações musicais. A nova sede fica na Rua Vicente de Marchi, 718, no imóvel onde funcionava a base da Guarda Municipal do Jardim Florence 1, desativada pela Prefeitura em virtude da inauguração da Base Oeste, no Distrito do Ouro Verde.

 

O decreto 20.098, que permite o uso do bem público municipal pela instituição, foi publicado no Diário oficial em 3 de dezembro de 2018.

 

O projeto de readequação do espaço foi feito por um grupo de arquitetos da cidade, com o custo total das obras estimado em R$ 250 mil.

 

O Anelo também recebeu doações de material de construção e mobiliário seminovo. Na unidade inaugurada ficam uma recepção, dois banheiros e cinco salas de aula.

 

Até a conclusão da segunda etapa da reforma, o local funcionará apenas às quartas à noite, com aulas de metais e violão atualmente realizadas no CEU Mestre Alceu; e aos sábados, com aulas de escaleta, flauta, musicalização infantil, violão, percussão e prática de banda, que hoje são dadas nas dependências da Escola Estadual Elvira de Pardo Meo Murado.

 

Na prática, significa que 158 dos 477 alunos matriculados atualmente no instituto anelo passarão a ter aulas no novo espaço.

 

Os demais continuam a ser atendidos na atual sede, que fica em um imóvel alugado na rua Professora Elizabeth Serafim de Oliveira Leite, também no Jardim Florence 1, e nas dependências do CEU Mestre Alceu.

 

Agradeço por este espaço todos os dias que é uma coisa maravilhosa principalmente para quem foi criado neste bairro. Essa oportunidade tem chegado a muitas pessoas porque já passaram por aqui mais de 4.350 alunos e muita gente ainda em busca de uma vaga. Foi a Prefeitura que cedeu para nós e fizemos a reforma por meio da campanha “Doe uma nota em prol do Instituto Anelo”. Até o final do ano de 2018 arrecadamos 37 mil reais. 

 

A fase final da reforma deverá ser concluída em janeiro de 2020.

 

Na segunda unidade do prédio funcionarão a cozinha, lavandeira, seis banheiros (dois com acessibilidade), um banheiro de serviço com chuveiro e uma sala que será usada como um pequeno auditório com capacidade máxima para 60 pessoas e onde também serão realizadas aulas em conjunto.

 

O evento teve também a presença da presidente do Instituto Anelo, Siegrid Klein, de professores, alunos e pais de alunos do Instituto, da secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, do procurador do Ministério Público do Trabalho, Ronaldo Lira, autoridades legislativas e representantes de instituições bancárias. 

 

Sobre o Instituto

 

Atualmente, o Instituto Anelo trabalha com os seguintes projetos: brincando com sons (iniciação musical para crianças de 6 a 8 anos), instrumentos e canto, prática de banda e sanfônica (ensino de acordeon para pessoas de todas as idades).

 

Além disso, o instituto tem a própria Big Band, a Orquestra Anelo, que também é um ponto de cultura, formada por professores, alunos e colaboradores.