Ação das Vigilâncias Sanitárias municipal e estadual fiscaliza comércio

A Vigilância Sanitária, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, em conjunto com o Grupo de Vigilância Sanitára da Secretaria de Estado da Saúde, inspecionou 67 estabelecimentos em três ações de fiscalização realizada entre os dias 24, 25 e 26 de novembro, nos bairros Taquaral, Guanabara e Jardim Brasil.

As equipes inspecionaram estabelecimentos dos diversos segmentos, como: restaurantes, lojas de roupas, loja de colchões, lojas de artigos diversos, supermercados, drogarias, loja de colchões, loja de tintas, hortifruti, loja de utilidades, loja de roupas, loja de pneus, barbearia, drogarias, sorveteria, loja de bijuterias, loja de ferramentas, autopeças, pet shop, loja de jogos eletrônicos, loja de móveis, postos de combustíveis, padarias, bares e comércio em geral.


Não houve autuações. Nas ações de fiscalização foi verificado se os estabelecimentos cumprem com as medidas de controle e prevenção da Covid-19, como o controle de fluxo de pessoas, ausência de aglomeração, demarcação no piso para garantir o distanciamento entre pessoas, disponibilização de álcool em gel, fornecimento de máscaras em número suficiente para os funcionários, cartazes afixados sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e, ainda, declaração de estabelecimento responsável.

Em situações contrárias às determinadas nos Decretos Municipais que possam levar a autuação, há previsão de cobrança de multa de 400 UFICs (Unidades Fiscais de Campinas), o que equivale a R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, a multa dobra.

A Prefeitura Municipal de Campinas possui um canal de comunicação para denúncias, por meio do telefone 156. Qualquer pessoa pode ligar e registrar a reclamação, caso sejam observadas situações contrárias às disposições estabelecidas em relação à contenção da Covid-19.

Portal Covid

Todas as informações sobre o novo coronavírus e as ações de combate à pandemia podem ser acessadas no endereço covid-19.campinas.sp.gov.br/. Os protocolos sanitários que devem ser seguidos também estão disponíveis no portal.