A MORTE TE DÁ PARABÉNS (7,5)

Já vimos adolescentes serem assassinados por serial killers mascarados um sem número de vezes em Hollywood. Só para citar alguns exemplos, tivemos Pânico, Lenda Urbana, Eu sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado e outros de menor expressão. Some isto a loopings temporais, que também já foram vistos em Feitiço do Tempo, lançado em 1993 e mais recentemente em Projeto Almanaque e teremos A Morte te dá Parabéns, que ri de todos estes clichês e presenteia o espectador com um projeto muito honesto.

Quando assisti pela primeira vez ao trailer não botei tanta fé por dois motivos: o título horroroso e o medo de que esta ideia interessante pudesse ficar cansativa com as várias repetições. Mas não é que o diretor Christopher B. Landon, dos horrorosos Atividade Paranormal: Marcados pelo Mal e Como Sobreviver a um Ataque Zumbi insere vitalidade e sacadas e referências que grande parte dos espectadores que eram adolescentes nos anos 90 irão sacar, como as características do vilão, a lista com os nomes dos possíveis assassinos, a icônica cena da garota tropeçando enquanto foge e muitas frases de efeito.


É incrível notar também que a protagonista, vivida por Jessica Rothe, tem uma construção e evolução pessoal no decorrer dos 90 minutos e os envolvidos parecem se divertir muito em frente às câmeras. Os pontos negativos vão para aquela necessidade chatíssima de não mostrar sangue, para que a classificação indicativa diminua e para um roteiro que não explica muito bem certas coisas, como por exemplo, quem era o assassino? Se as sucessivas mortes afetam sua saúde, por que se esquece disso com o passar do tempo? E cadê a justificativa para essas idas e voltas no tempo (por mais absurdas que elas fossem)?

No mais, A Morte te dá Parabéns te fará rir, jogará toda aquela mixagem de som exagerada na sua cara (costume dos terrores dos anos 90) e terá um desfecho meio aleatório. Por essas e outras você sairá da sessão com um sorriso de satisfação no rosto!

Por Éder de Oliveira
Jornalista e criador do site www.cinemaepipoca.com.br